Apenas mais um canto com os meus pensamentos

Escritas

”Não queira crescer menina, te garanto que a dor do joelho ralado não é tão forte quanto de um coração partido!”


“O ser humano necessita entender e explicar a realidade que está inserido, ao interpretar tudo constantemente, o ser humano é capaz de suportar infortúnios, pobreza, solidão, dor, mas não suporta uma vida sem sentido”

  • Desconhecido

Dois blogs, uma única entidade.

Meus desbravadores do mundo, Tive a necessidade de fazer um blog em paralelo ao meu querido Domo, para poder começar a me aprofundar nos estudos da minha área(Design).

Espero que vocês apreciem e conto com a força de vocês!

efeitodesign.wordpress.com

 

Mas não pensem que eu vou abandonar o Domo!

🙂

– Flaviona


Dor interna

Uma dor interna raramente é compreensível
Raramente achamos sua cura
Ela pode passar, mas na maioria das vezes volta
Uma dor interna as vezes é boa, as vezes boa a ponto de fazer mal
Outras vezes, é tão dolorosamente ruim, que nos faz querer sumir dentro do nosso próprio eu.
A cura da dor interna geralmente é externa.
A cura dessa dor pode ser um calor
Um abraço
Uma fogueira
Mas as vezes, o calor externo causa nossa dor externa.
Para passar a dor interna, as vezes nem um sorvete resolve.

 

-Flaviona


Minha crença é o escotismo
Não sou religiosa, não acredito em deus como ele é mostrado
Mas acredito em uma divindade
em uma força maior
Mas não que a gente vá pro inferno por que fez tal coisa
Ou que a gente tenha que comprar um pedaço de céu
Acredito no respeito e amor, acredito na ajuda, acredito em quem corre atrás dos sonhos
E não de quem fica “Deus vai me ajudar”
Não cara, não vai, você que se ajuda
Se você bota a culpa em deus por que algo não deu certo, ou tua vida ta uma merda, tente arrumar teu quarto pra primeiro de conversa.
Se vc reclama que não tem o suficiente, falta-lhe coisas, tem gente que vive com menos do que o básico, dê valor ao seu chuveiro quente e a sua cama.

 

– Flavionabp


Foi bom te encontrar na esquina…

-Flaviona


“o destino do homem está em suas prórpias mãos, a única esperança está em suas ações e só os atos permitem ao homem viver.”

– Sartre